<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=124432238231600&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Curso de Farmácia: o mercado e as tendências da profissão

Postado por Maria Clara on 22-10-2020 12:25

Estudante de Farmácia acompanhada, observando seu professor/preceptor

Se você está pensando em fazer um curso de Farmácia, certamente quer entender melhor como é o mercado e as tendências para o futuro da profissão. Afinal, isso é relevante para a escolha da sua carreira profissional, não é mesmo?

Por isso, entenda agora como é o mercado de trabalho para um farmacêutico e as tendências profissionais dessa área tão importante para a saúde pública. Confira!

A importância do curso de Farmácia para a saúde pública

Os farmacêuticos são responsáveis pela pesquisa e distribuição de fármacos e medicamentos, assim como pelo estudo dos efeitos e reações causados aos seus usuários. Dessa forma, o curso de Farmácia deve preparar profissionais qualificados para o exercício de tais funções, contribuindo com a saúde pública.

Isso porque é papel do profissional da área orientar o processo de pesquisa, fabricação e testes de medicamentos, cosméticos, alimentos e produtos de higiene pessoal, além de registrar, distribuir e comercializar fármacos.

Sendo assim, após 5 anos estudando disciplinas como anatomia, biologia celular, química, farmacotécnica, cosmetologia, fitoquímica, entre outras, o aluno do curso de Farmácia está apto para exercer sua função, a qual é tão essencial para o mercado de trabalho e para a sociedade.

Além de qualificar profissionais para o exercício da profissão, o ambiente acadêmico também contribui constante desenvolvimento de pesquisas, expandindo e aprimorando cada vez mais os conhecimentos da área.

Sendo assim, está clara a importância do curso de Farmácia para a saúde pública. Mas, como é a atuação do farmacêutico no mercado de trabalho? Entenda a seguir.

  • Baixe agora mesmo o e-book completo do curso de Farmácia da Tuiuti e saiba tudo sobre esta graduação!CTA-Blog_UTP_Farmácia_1

O mercado de trabalho para o farmacêutico

O profissional da área de Farmácia conta um bom índice de empregabilidade. Em 2018, a profissão farmacêutica foi a terceira profissão com mais contratações formais. Além disso, desde 2014, é obrigatória a permanência de um farmacêutico durante todo o período de funcionamento de uma farmácia.

Porém, engana-se quem acredita que os farmacêuticos estão limitados ao trabalho em drogarias e são responsáveis apenas por verificar receitas e entregar medicamentos. Saiba que os farmacêuticos são responsáveis por muito mais do que isso.

Podemos citar, pelo menos, nove áreas de atuação desse profissional. São elas:

  • indústria farmacêutica;
  • indústria de alimentos;
  • drogarias;
  • farmácias de manipulação;
  • laboratório de análises clínicas e toxicológicas;
  • farmácia hospitalar;
  • farmácias da rede pública;
  • pesquisa e desenvolvimento de fármacos;
  • área acadêmica.

Dentro dessas áreas, as atividades farmacêuticas são muitas, sendo inviável citar todas neste post. Porém, para citar algumas, é possível o profissional da área trabalhar com:

  • acupuntura;
  • administração de laboratório clínico;
  • administração hospitalar;
  • análises clínicas;
  • assistência domiciliar em equipes multidisciplinares;
  • atendimento pré-hospitalar de urgência e emergência;
  • bacteriologia clínica;
  • banco de órgãos;
  • citopatologia.

Esses são alguns exemplos, mas há ainda muitas outras atividades possíveis ao profissional formado no curso de Farmácia.

Portanto, o mercado de trabalho para o farmacêutico é muito promissor! Pois, podemos verificar um bom índice de empregabilidade para essa profissão no Brasil, além de diversas áreas de atuação.

A média salarial do profissional de Farmácia

Você já sabe qual é a importância do profissional de Farmácia para a sociedade e para o mercado de trabalho, assim como as diversas possibilidades de atuação para quem tem ensino superior na área. Mas, antes de decidir seguir essa carreira, também é importante saber qual é o salário, não é mesmo?

De acordo com o site Salário.com, a média salarial de um farmacêutico no Brasil é de R$3.516,45 — para uma carga horária de 40h semanais. Entretanto, o teto salarial é de R$6.240,76.

Vale ressaltar que, a remuneração varia de acordo com a área de atuação e experiência do profissional. Dessa forma, quem investe em uma pós-graduação pode aumentar consideravelmente os seus ganhos.

Veja também:

Guia do vestibulando

As tendências da profissão

A economia e a sociedade se transformam constantemente, de forma que os profissionais devem sempre manter-se atualizados e atentos às tendências do mercado de trabalho. Por isso, conheça e entenda as tendências da área de Farmácia.

Farmácia clínica

A Lei Federal 13.021, aprovada em 2014, mudou o cenário farmacêutico. Desde então, essa profissão está evoluindo e ganhando cada vez mais notoriedade, pois a lei garante maior destaque para a Farmácia no sistema de saúde.

Após a aprovação da Lei Federal 13.021, os farmacêuticos são também responsáveis por exercer atividades clínicas. Portanto, as farmácias deixaram de ser apenas um estabelecimento comercial e passaram a exercer a função de prestadoras de serviços de saúde.

Dessa forma, há um empoderamento da profissão, tornando o farmacêutico um profissional ainda mais relevante para a saúde pública. É permitido ao profissional de Farmácia a aplicação de vacinas, indicação de medicamentos isentos de prescrição (MIPs) e acompanhamento do tratamento.

A farmácia clínica é um estabelecimento com consultório farmacêutico, um ambiente apropriado para que aconteça uma consulta farmacêutica, com o objetivo de obter os melhores resultados com a farmacoterapia e uso racional de medicamentos.

Portanto, a farmácia clínica cresce cada vez mais no Brasil e é uma tendência para o profissional da área.

Envelhecimento populacional e aumento da demanda

De acordo com o IBGE, até 2050, a quantidade de idosos no Brasil triplicará. Uma vez que a partir dos 65 anos as pessoas costumam manifestar, pelo menos, quatro doenças crônicas, o aumento de idosos resultará em maior demanda farmacêutica.

Por isso, o envelhecimento populacional indica o profissional de Farmácia como uma tendência do mercado de trabalho do futuro, tanto para o atendimento clínico quanto para a pesquisa e desenvolvimento de medicamentos.

Sendo assim, compreendemos como é o mercado de trabalho atual para quem se forma no curso de Farmácia e quais são as tendências profissionais da área.

Quer saber mais sobre os estudos e o exercício dessa profissão? Então aprenda agora mesmo sobre faculdade de Farmácia: uma formação a serviço da cura!

Quero saber mais sobre o curso de Farmácia!

Maria Clara

Escrito por Maria Clara

Topics: faculdade de Farmácia

Vestibular Tuiuti 2022
Pós Graduação mestrado e doutorado
Pós Graduação Especialização
Clique aqui e inscreva-se agora mesmo!

Assinatura de e-mail de blog

  

Posts por Tópico

Veja todos

Posts Recentes