<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=124432238231600&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Blog Tuiuti

Como a Fisioterapia tem influência no mercado de trabalho?

Postado por Yuri Kepler on 17-03-2020 11:10

 

Paciente durante sessão com profissional de Fisioterapia

A Fisioterapia é uma área das ciências da saúde dedicada a garantir o correto desenvolvimento e recuperação da funções referentes aos sistemas do corpo humano, cuja ação se reflete na cinética corporal. O Fisioterapeuta entra em cena quando o paciente perdeu ou está em risco de perder a mobilidade total ou parcial da área afetada, utilizando diversas técnicas cientificamente comprovadas.

Por sua parte, a Organização Mundial da Saúde (OMS) define a Fisioterapia como “A ciência do tratamento por meio de métodos físicos, execução de exercícios terapêuticos, eletroterapia e massoterapia”. Da mesma forma, a Fisioterapia se baseia tanto em exames com aparelhos como em  exames manuais.

A importância da Fisioterapia 

A maioria das pessoas sabe qual é a função de um médico, um dentista, um enfermeiro. No entanto, a sociedade tende a ignorar para que serve a fisioterapia, tendo uma imagem errônea sobre qual é o trabalho do fisioterapeuta. 

Para começar, é importante mencionar que o trabalho de um fisioterapeuta é bem mais complexo do que só aplicar massagens, dado que esse tipo de terapia deve ser realizada de acordo com a lesão do paciente, e se não for assim, ao invés de produzir alívio, acaba piorando a situação. 

A principal função de um Fisioterapeuta é oferecer um tratamento específico com enfoque na reabilitação ou recuperação de seus pacientes, oferecendo saúde e bem estar e soluções assertivas a problemas musculares. 

Sendo assim, quem realizou um curso de Fisioterapia está capacitado para examinar o paciente, identificar a moléstia e sua origem,  e aplicar um tratamento para minimizar ou eliminar o problema, de acordo com o caso. 

Áreas da Fisioterapia

A Fisioterapia está inserida em diversas áreas da Medicina, auxiliando no desenvolvimento, tratamento e prevenção de fraturas e lesões. As principais áreas são: 

Traumatologia

A Fisioterapia está presente ao tratamento de fraturas, contraturas, tendinites, esguinces, na recuperação pós operatória, entre outros.

Reumatologia

A Fisioterapia é prescrita com terapias específicas para o tratamento de artrite reumatoide, artrose, fibromialgia, entre outros.

Pediatria

Os pequenos também são atendidos pela Fisioterapia, principalmente em transtornos do desenvolvimento psicomotor, como paralisia cerebral, entre outros. 

Neurologia

Para pacientes que tenham sofrido lesões na medula, esclerose múltipla, traumatismos, doença de Parkinson, entre outros.  

Ginecologia e Obstetrícia

A Fisioterapia se faz presente na preparação para o parto, e na reeducação pós parto. Por isso, o fisioterapeuta é muito requisitado em hospitais, sendo seu principal lugar de trabalho. Até o momento, explicamos a importância da Fisioterapia para tratamento, porém, ela também está presente na prevenção: 

Fisioterapia Preventiva

O trabalho do fisioterapeuta é conhecido pelo atendimento a pacientes que sofreram lesões, auxiliando-os a recuperar todas as funcionalidades. No entanto, a Fisioterapia preventiva é uma ferramenta eficaz para, precisamente, reduzir o risco de que as temidas lesões ocorram, e se chegar a acontecer, que sejam de menor gravidade. A Fisioterapia preventiva está direcionada a desportistas e pessoas que praticam atividades que exijam maior esforço. 

A seguir, listamos pontos chave da Fisioterapia na prevenção de lesões e fraturas:

  • O trabalho preventivo da Fisioterapia consiste em controlar os fatores de risco que predispõem a lesões. Dependendo do esporte ou exercício, e das características da pessoa, o fisioterapeuta deve conhecer os mecanismos ou gestos típicos que produzem lesões para saber como se pode atuar para diminuir os riscos de lesão.

  • Conhecer as características do paciente/desportista é muito importante. Por isso, a análise do fisioterapeuta deve ser ampla e reconhecer as carências e limitações existentes, para poder trabalhar com base nisso. Por exemplo: desequilíbrios musculares, falta de força, má postura, etc.

  • A existência de lesões prévias em muitos casos pode ser um fator de risco para sofrer recaídas. Pode ser por ter feito um tratamento inadequado (ou a falta dele). Por isso, é importante realizar a terapia específica e recuperar a área lesionada. O treinamento proprioceptivo e a readaptação ao esforço são essenciais.

  • O treinamento funcional com elementos de desequilíbrio e centrado em treinar o controle de movimentos ajuda que o corpo esteja mais preparado para responder a esforços, desequilíbrios e imprevistos.

  • Movimentos repetitivos podem ser a origem de lesões. Por exemplo, o uso do mouse ou teclado do computador. Por isso, a Fisioterapia preventiva também está presente em empresas e indústrias, como na área ergonômica, evitando dores e moléstias e melhorando a qualidade do trabalho.

  • O treinamento preventivo não é direcionado somente a desportista. Detectar desequilíbrios musculares, alterações da postura e outros hábitos que facilitam o aparecimento de lesões deve ser feito em quem realiza esforços, seja em um trabalho repetitivo, ou jogador, entre outros. 

Por isso, pessoas recorrem a fisioterapeutas para um acompanhamento preventivo, evitando lesões e garantindo a saúde e bem estar. Acompanhe a seguir o mercado de trabalho e salário para Fisioterapia: 

Fisioterapia, mercado de trabalho e salário

O Fisioterapeuta pode atuar em hospitais, clínicas, consultórios, centros esportivos, academias, empresas  e até na docência em universidades. O salário do Fisioterapeuta é definido pela Federação Nacional de Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais. A média salarial está em R$ 2.392,38

O Fisioterapeuta desenvolve seu trabalho em, no máximo, 30 horas semanais. Pode trabalhar no setor público, privado e até abrir sua própria clínica. A carreira de Fisioterapia é ampla e com um mercado de trabalho variado e competitivo, por isso, o principal destaque para ser um bom profissional é ter uma boa graduação.

Conheça o que o curso de fisioterapia da Universidade Tuiuti tem a oferecer pra você e comece a construir seu futuro hoje.

Veja porque a Fisioterapia é tão importante!

Yuri Kepler

Escrito por Yuri Kepler

Universidade Tuiuti do Paraná

Topics: Fisioterapia

Blog_01
Blog_01-1
Clique aqui e inscreva-se agora mesmo!

Assinatura de e-mail de blog

  

Posts por Tópico

Veja todos

Posts Recentes