<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=124432238231600&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Blog Tuiuti

Pós-graduação Stricto Sensu: cursos recomendados e reconhecidos

Postado por Yuri Kepler on 31-10-2017 10:00

Como ingressar em grupo de pesquisa

Ao escolher uma graduação, devemos nos preocupar com o reconhecimento do curso, isto é, a chancela do Ministério da Educação. Um curso reconhecido é aquele que atende aos requisitos mínimos de qualidade exigidos pelo MEC.

Já na pós-graduação, além da chancela do MEC, devemos nos atentar para a recomendação da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, que é o órgão que fiscaliza a qualidade dos cursos de pós-graduação stricto sensu, ou seja, mestrado e doutorado. Saiba agora a diferença entre cursos recomendados e reconhecidos!

Como funciona a abertura de novos cursos pela CAPES?

A abertura de um novo curso de mestrado ou doutorado exige que a instituição envie propostas para a CAPES, tanto por editais quanto por iniciativa própria. Todos os cursos necessariamente devem ser credenciados pelo órgão, ou não há nenhuma validade.

Os cursos são submetidos à Avaliação das Propostas de Cursos Novos de Pós-graduação (APCN), e a CAPES avalia a qualidade das propostas e se elas atendem os padrões de qualidade exigidos.

O processo de reconhecimento

Existem três estágios para que um curso de pós-graduação possua validade, vamos ver quais são:

  1. Os cursos devem passar na avaliação do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES) para serem recomendados pela CAPES;
  2. Posteriormente, os cursos passam pela avaliação e aprovação do Conselho Nacional de Educação (CNE);
  3. E somente após a publicação do ato pelo Ministro da Educação eles são definidos como reconhecidos.

Todos os cursos ao serem avaliados devem receber no mínimo o Conceito CAPES de nota 3 (três). Então eles são recomendados ao reconhecimento para cursos novos, ou a renovação do conhecimento, no caso de cursos já em funcionamento. Avaliações que resultam em nota inferior a 3 são descredenciados.

Afinal, qual a diferença entre cursos recomendados e reconhecidos?

Os mestrados e doutorados recomendados são aqueles que passaram pelo Conselho Técnico Científico da Educação Superior (CTC-ES) e foram referendados, passando, posteriormente, pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) e aprovados.

Depois desse processo, o Ministério da Educação faz a publicação do ato em Diário Oficial da União. A partir desse momento, os cursos são considerados reconhecidos.

Como saber se meu curso é recomendado e reconhecido pela CAPES?

Para os programas de mestrado e doutorado brasileiros, basta acessar a plataforma Sucupira e consultar o curso desejado. A pesquisa pode ser feita por área de avaliação, nota ou região.

Para mestrados e doutorados promovidos em parceria entre instituições nacionais e internacionais, o mesmo endereço de consulta é válido. Já para cursos de pós-graduação stricto sensu semipresenciais, é preciso verificar se eles fazem parte de algum dos programas em execução.

Mesmo que o programa de mestrado e doutorado deixe de ser recomendado pela CAPES por perda de qualidade, os estudantes que ingressaram enquanto havia a recomendação têm a garantia de recebimento e validade do diploma.

Mas, se o ingresso acontece quando não há a recomendação e reconhecimento, o estudante não recebe o diploma de mestre ou doutor. Por essa razão é importante que você fique atento a dados atuais da instituição de ensino, consultando sempre o portal Sucupira antes de proceder com a sua matrícula.

Dúvida resolvida? Comece a elaborar seu projeto de pesquisa agora mesmo!

pós-graduação Stricto Sensu

Leia também: Lato Sensu ou Stricto Sensu: opções de pós-graduação em Curitiba

Yuri Kepler

Escrito por Yuri Kepler

Universidade Tuiuti do Paraná

Topics: Pós Graduação

Blog_01
Blog_01-1
Clique aqui e inscreva-se agora mesmo!

Assinatura de e-mail de blog

  

Posts por Tópico

Veja todos

Posts Recentes