<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=124432238231600&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Blog Tuiuti

Como estudar fora do país com bolsa de mestrado e doutorado?

Postado por João Almeida on 27-05-2019 9:00

Fazer um curso de pós-graduação fora do país faz parte dos planos de muitos alunos que entram para os programas de mestrado e doutorado, seja em instituições públicas ou privadas. Entretanto, quando os valores de estada, passagem e alimentação são avaliados, muitos dos interessados deixam de realizar esse sonho em virtude dos altos custos que eles encontram.

Uma boa opção para aqueles que querem seguir em frente com suas pesquisas no exterior é pleitear uma bolsa de estudos, que pode ser concedida integralmente, ou em parte, ajudando o aluno a assumir as despesas com a viagem. Vamos conhecer mais como realizar o sonho de estudar fora com uma bolsa para mestrado e doutorado?

estudar fora do país

Bolsas de mestrado e doutorado no exterior: quais as alternativas?

As pesquisas de estudantes de pós-graduação, em nível de mestrado e doutorado, podem ser financiadas por agências de fomento federais, como o CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e a Capes (Coordenação de aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), ou ainda as agências de pesquisa estaduais, como a FAPERJ, FAPEMIG, FAPESP ou Fundação Araucária, no Paraná.

Para conseguir uma bolsa de estudos que arque com os custos de um estudo no exterior o aluno deve apresentar um projeto de pesquisa que seja de reconhecida relevância, o aceite de uma instituição e um orientador no exterior, a anuência de seu orientador no Brasil para realização de parte da pesquisa fora (os conhecidos programas sanduíche) e um cronograma de atividades.

Essas entregas não garantem a concessão da bolsa, mas sim a possibilidade de análise de pedido pelas agências de fomento. Em alguns casos, como a Tuiuti, a própria universidade à qual o aluno está vinculado já possui parcerias com instituições-irmãs no exterior e podem receber o aluno com processos mais fáceis, visto ser um interesse de ambas as instituições que haja um intercâmbio de estudantes de mestrado e doutorado de suas universidades.

Fui aprovado para uma bolsa no exterior: e agora?

Após a análise da documentação chega a tão aguardada notícia com a aprovação. O segundo passo é conseguir arrumar toda a documentação para que a estada transcorra da melhor forma possível.

Tirar o visto de estudante de longa duração, pesquisar qual a melhor forma de alojamento (será apartamento single? compartilhado? alojamento da universidade?), acertar todas os detalhes da pesquisa com os orientadores e ainda deixar a vida no Brasil em dia para o período que permanecerá fora são atividades que demandarão tempo e planejamento.

Por isso, é importante que o aluno que tem como objetivo realizar uma pós-graduação no exterior se preparar antecipadamente por cerca de um ano para realizar todo o trâmite. Quando o momento do embarque chegar, será a hora de pensar apenas na incrível experiência que vem pela frente.

Quer saber mais sobre como conseguir uma bolsa de estudos para um curso de mestrado e doutorado no exterior? A Tuiuti apoia a pesquisa e fomenta que seus alunos tenham as melhores oportunidades para a realização de seus projetos de pesquisa, por isso, desenvolve um programa de bolsas de mestrado e doutorado no exterior, que você pode conferir aqui.

INTERCÂMBIO!

João Almeida

Escrito por João Almeida

Topics: bolsa de mestrado

Blog_01
Blog_01-1
Clique aqui e inscreva-se agora mesmo!

Assinatura de e-mail de blog

  

Posts por Tópico

Veja todos

Posts Recentes